Apologética Devocional DropsGelion Reflexão Sobre Fale Conosco
/ Devocionais (Salmos)

Devocional - Salmo 32

  • Jamil Filho

    Jamil Filho

    Cristão por livre escolha, salvo pela graça, servo de Cristo Jesus, eterno estudante de teologia, criador e editor do Euaggelion.

    Ler mais artigos deste autor.

    Jamil Filho

Bem-aventurado aquele cuja transgressão é perdoada, e cujo pecado é coberto.
Bem-aventurado o homem a quem o Senhor não imputa maldade, e em cujo espírito não há engano.
Enquanto eu me calei, envelheceram os meus ossos pelo meu bramido em todo o dia.
Porque de dia e de noite a tua mão pesava sobre mim; o meu humor se tornou em sequidão de estio. (Selá)
Confessei-te o meu pecado e a minha maldade não encobri; dizia eu: Confessarei ao Senhor as minhas transgressões; e tu perdoaste a maldade do meu pecado. (Selá)
Pelo que todo aquele que é santo orará a ti, a tempo de te poder achar; até no transbordar de muitas águas, estas a ele não chegarão.
Tu és o lugar em que me escondo; tu me preservas da angústia; tu me cinges de alegres cantos de livramento. (Selá)
Instruir-te-ei e ensinar-te-ei o caminho que deves seguir; guiar-te-ei com os meus olhos.
Não sejais como o cavalo, nem como a mula, que não têm entendimento, cuja boca precisa de cabresto e freio, para que se não atirem a ti.
O ímpio tem muitas dores, mas aquele que confia no Senhor, a misericórdia o cercará.
Alegrai-vos no Senhor e regozijai-vos, vós, os justos; e cantai alegremente todos vós que sois retos de coração.

v. 1: “Bem-aventurado aquele cuja transgressão é perdoada, e cujo pecado é coberto” neste salmo Davi busca apresentar as consequências do pecado e do que acontece quando ele é ocultado, reconhecido e confessado, acredita-se que este é um salmo didático denominado masquil derivado da palavra hebraica sakal que significa “ser sábio ou habilidoso” o que nos remete a conclusão de que este salmo foi escrito para instruir os filhos de Israel acerca do pecado. Neste primeiro versículo Davi inicia afirmando que aqueles que confessam seus pecados são verdadeiramente felizes, pois o peso e o fardo do pecado já não está sobre seus ombros.

v 2: “Bem-aventurado o homem a quem o Senhor não imputa maldade, e em cujo espírito não há engano” aqueles que não recebem sobre si o juízo de seus pecados são bem-aventurados, pois receberam o perdão de Deus por meio do sacrifício de Jesus na Cruz do Calvário, em Romanos 4.6-8 podemos ver uma referência a estes dois primeiros versículos e da forma como Deus trata os pecadores verdadeiramente arrependidos. Podemos concluir então, que Davi neste versículo procura transmitir a justiça e o perdão que Deus concede àqueles que se arrependem e abandonam suas antigas práticas pecaminosas.

vv. 3-4: “Enquanto eu me calei, envelheceram os meus ossos pelo meu bramido em todo o dia. Porque de dia e de noite a tua mão pesava sobre mim; o meu humor se tornou em sequidão de estio” estes dois versículos apresentam o dano causado pelo pecado oculto não confessado, este provoca grandes danos tanto na vida espiritual quanto na vida física “envelheceram os meus ossos” esta expressão pode representar doenças relacionadas ao pecado e à vida espiritual que, uma vez danificada, passa a se deteriorar gradativamente enquanto não houver a confissão dos pecados.

v. 5: “Confessei-te o meu pecado e a minha maldade não encobri; dizia eu: Confessarei ao Senhor as minhas transgressões; e tu perdoaste a maldade do meu pecado” aqui vemos uma lição importante: devemos o quanto antes confessar nossas transgressões para Deus afim de experimentarmos o mais rápido possível a renovação, o consolo e o amparo divino.

vv. 6-7: “Pelo que todo aquele que é santo orará a ti, a tempo de te poder achar; até no transbordar de muitas águas, estas a ele não chegarão. Tu és o lugar em que me escondo; tu me preservas da angústia; tu me cinges de alegres cantos de livramento” aqueles que verdadeiramente temem ao Senhor procuram o quanto antes “acertar as contas” com Deus para que em meio às muitas águas possa encontrar refúgio para sua alma. Somente com uma comunhão verdadeira e fiel com Deus podemos encontrar proteção e refrigério em meio às lutas.

v. 8: “Instruir-te-ei e ensinar-te-ei o caminho que deves seguir; guiar-te-ei com os meus olhos” neste versículo há uma transferência de sujeito, até aqui era o salmista Davi que narrava, mas neste versículo podemos compreender que é o próprio Senhor que dita as diretrizes. Aqueles cujo o coração é justo e sincero e que busca agir conforme a vontade do Senhor serão guiados por seu Santo Espírito que dirá qual é o caminho que deve seguir.

vv. 9-10: “Não sejais como o cavalo, nem como a mula, que não têm entendimento, cuja boca precisa de cabresto e freio, para que se não atirem a ti. O ímpio tem muitas dores, mas aquele que confia no Senhor, a misericórdia o cercará” aqui o salmista alerta acerca das consequências do pecado: ele escraviza e aniquila todo o entendimento espiritual do homem que passa a andar segundo os caminhos de morte de Satanás.

v. 11: “Alegrai-vos no Senhor e regozijai-vos, vós, os justos; e cantai alegremente todos vós que sois retos de coração” este salmo didático encerra orientando e instruindo os justos à alegrar e louvar a Deus, atitudes garantidas pelo perdão que o Senhor nos dá, pois somente assim poderemos entrar na sua Presença com o coração sincero.

Que Deus abençoe grandemente sua vida durante este dia e durante todos os seus dias, que Ele venha guia-lo pelas suas veredas para que, no Grande Dia, venhamos todos juntos louvar ao Senhor face a face.

Jamil Filho

Jamil Filho

Cristão por livre escolha, salvo pela graça, servo de Cristo Jesus, eterno estudante de teologia, criador e editor do Euaggelion.

Leia mais
Devocional - Salmo 32
Compartilhe