Apologética Devocional DropsGelion Reflexão Sobre Fale Conosco
/ Devocionais (Salmos)

Devocional - Salmo 14

  • Jamil Filho

    Jamil Filho

    Cristão por livre escolha, salvo pela graça, servo de Cristo Jesus, eterno estudante de teologia, criador e editor do Euaggelion.

    Ler mais artigos deste autor.

    Jamil Filho

Disseram os néscios no seu coração: Não há Deus. Têm-se corrompido, fazem-se abomináveis em suas obras, não há ninguém que faça o bem.
O Senhor olhou desde os céus para os filhos dos homens, para ver se havia algum que tivesse entendimento e buscasse a Deus.
Desviaram-se todos e juntamente se fizeram imundos; não há quem faça o bem, não há sequer um.
Não terão conhecimento os obreiros da iniquidade, que comem o meu povo como se comessem pão? Eles não invocam ao Senhor.
Ali se acharam em grande pavor, porque Deus está na geração dos justos.
Vós envergonhais o conselho dos pobres, porquanto o Senhor é o seu refúgio.
Oh! Se de Sião tivera já vindo a redenção de Israel! Quando o Senhor fizer voltar os cativos do seu povo, se regozijará Jacó e se alegrará Israel.

v.1: “Disseram os néscios no seu coração: Não há Deus. Têm-se corrompido, fazem-se abomináveis em suas obras, não há ninguém que faça o bem”. O coração impenitente e depravado do homem odeia a ideia e a possibilidade da existência de um Criador, o homem natural odeia a possibilidade de ter que prestar contas a um Ser que o formou. A semente que foi plantada no coração de Eva no Éden ainda germina em nossos dias, o homem não deseja Deus, não deseja Sua existência, odeia tudo aquilo que aponta para Ele.

O salmista faz sua voz ecoar e brada: Diz o tolo em seu coração: "Deus não existe" (NVI). O tolo não deseja que Deus exista, pois sua vida de rebelião declarada o conduzirá ao eterno juízo (Romanos 1.18-32).

v.2: “O Senhor olhou desde os céus para os filhos dos homens, para ver se havia algum que tivesse entendimento e buscasse a Deus”. Deus procura, dentre os néscios, os adoradores que O adoram em espírito e em verdade (João 4.23,24), aqueles que possuem "algum [...] entendimento", o entendimento que jorra para a vida eterna.

v.3: “Desviaram-se todos e juntamente se fizeram imundos; não há quem faça o bem, não há sequer um”. Todos pecaram e foram destituídos da glória que há em Deus (Romanos 3.23). Nenhum homem pode se justificar diante do Senhor, nossas obras sem Cristo sempre serão praticadas em imundícia, somos sujos, pecadores, desprezíveis aos olhos do Soberano Rei.

Sem Deus e sem Sua Graça o homem continuará entregue ao lamaçal de pecado e de iniquidade, não há bondade genuína e eterna longe dAquele que é o Legislador moral.

vv.4-5: “Não terão conhecimento os obreiros da iniquidade, que comem o meu povo como se comessem pão? Eles não invocam ao Senhor. Ali se acharam em grande pavor, porque Deus está na geração dos justos”. O salmista declara que os servos da iniquidade encontrarão somente o pavor e a desolação, o próprio Senhor os julgará pelos seus pecados e pela transgressão de seus corações impenitentes.

vv.6-7: “Vós envergonhais o conselho dos pobres, porquanto o Senhor é o seu refúgio. Oh! Se de Sião tivera já vindo a redenção de Israel! Quando o Senhor fizer voltar os cativos do seu povo, se regozijará Jacó e se alegrará Israel”. Quando o Senhor se levantar em favor dos oprimidos, cativos e necessitados haverá alegria desde Sião. O salmista deposita sua esperança e alegria no dia em que o Senhor se levantar para julgar toda iniquidade e condenar todo homem pelas suas obras de transgressão.

Jamil Filho

Jamil Filho

Cristão por livre escolha, salvo pela graça, servo de Cristo Jesus, eterno estudante de teologia, criador e editor do Euaggelion.

Leia mais
Devocional - Salmo 14
Compartilhe