/ Reflexão

Peregrino

“Não são do mundo, como eu do mundo não sou” (João 17.16)

Jesus neste versículo nos lembra de que não somos deste mundo, não somos cidadãos deste sistema, pelo contrário, somos cidadãos da Eterna Jerusalém Celestial.

Assim como Jesus afirma em João 18.36, devemos também afirmar e manter em nossos corações:

“Respondeu Jesus: O meu reino não é deste mundo; se o meu reino fosse deste mundo, pelejariam os meus servos, para que eu não fosse entregue aos judeus; mas agora o meu reino não é daqui” (João 18.36)

O que quero dizer com isso? O que estou procurando mostrar é que não devemos viver neste mundo como se pertencêssemos a ele, somos apenas peregrinos neste deserto.

Não podemos nos iludir com aquilo que aqui há, muito menos amá-lo acima de Cristo, pois quem ama ao mundo o amor do Pai não está nele (1 João 2.15-16).

Se o próprio Jesus, Rei do Universo, Criador de todos nós, Deus Supremo afirmou que seu reino não era deste mundo quem somos nós para querer nos envolver com questões relacionadas com a política ou altos cargos do governo? De nada adianta, pois a própria Bíblia diz que este mundo está no maligno, ou seja, o sistema político, econômico e social é dominado por Satanás. Devemos nos preocupar em reservar um cargo para nós no Governo de Jesus e não no governo terreno!

Somos apenas peregrinos neste planeta, lutamos contra toda a força maligna que se opõe à Palavra de Deus e ao seu Reino, não importa se somos crianças, adolescentes, jovens, adultos ou idosos, todos nós como servos de Cristo devemos lutar contra Satanás. Esta é a nossa obrigação: propagar e defender as Sagradas Escrituras, defendendo-a de todo ataque.

Venhamos, pois caminhar rumo ao céu sem nos deixar levar com aquilo que nos cerca, devemos permanecer imaculados e santos na Presença de Deus.

Jamil Filho

Jamil Filho

Cristão por livre escolha, salvo pela graça, servo de Cristo Jesus, eterno estudante de teologia, criador e editor do Euaggelion.

Leia mais
Peregrino
Compartilhe:

Assine o boletim Euaggelion