/ Reflexão

Religião!?

Por ter perdido, no Éden, a comunhão com Deus (Gênesis 3.23), o homem tem buscado, século após século, corrigir seu erro e restabelecer a união perdida.

Porém como nossos caminhos são irregulares, confusos, tortuosos e, muitas vezes, são caminhos traçados em torno de objetivos egocêntricos jamais conseguiremos, por nossos próprios esforços, alcançar a Salvação e a Comunhão com Deus (Romanos 3.15-18, 20)

Cristo Jesus é a nossa comunhão com Deus, somente através do seu Sacrifício na Cruz do Calvário encontramos a Salvação e a Comunhão com Deus. Ele um presente que nos é concedido de graça (Romanos 3.24).

A fé verdadeira em Jesus Cristo é fundamentada em seu Sacrifício e nas suas Palavras, isso não é uma religião.

Religião vem do latim religare que significa: “religação com o divino, definição que abrange quaisquer doutrinas ou formas de pensamentos metafísicos”

Ou seja, a religião nada mais é do que dogmas e doutrinas estabelecidas por homem como meios para buscar a comunhão com Deus, simplificando: são padrões de condutas que devem ser seguidas inconscientemente a fim de alcançar a Salvação.

Sou cristão declarado, contudo, não sirvo à religião. Fui chamado para a liberdade “Se, pois, o Filho vos libertar, verdadeiramente, sereis lives” (João 8.36).Cristo nos libertou no Calvário e Ele nos chama para a liberdade!

A religião aliena o homem o torna um fanático, porém Jesus Cristo a rocha do cristianismo abre os olhos do homem para as verdades espirituais.

A igreja não é um centro religioso, mas sim um local no qual os servos de Deus se reúnem para entoar unanimes um verdadeiro louvor à Deus, claro que nosso louvor não se resume ao culto de domingo à noite, costumo dizer que: “No jogo da vida o culto de domingo à noite é o vestiário, a preparação, o jogo acontece durante a semana, fora da igreja”.

É fora das quatro paredes que apresentamos que nós realmente somos. Ser cristão é isso, é servir a Deus quando ninguém está vendo, é fazer o que é certo quando estamos no meio daqueles que fazem apenas o que é errado!

Não devemos nos prender à dogmas humanos, mas sim às orientações descritas nas Sagradas Escrituras, a Bíblia é o nosso molde infalível de fé.

Assim como Paulo eu digo que “Tudo me é permitido, mas nem tudo convém. Tudo me é permitido, mas eu não me deixarei dominar por coisa alguma.”

Posso fazer tudo aqui que desejar, Deus não vai descer do céu e suplicar para que eu não peque. Contudo eu e você vamos dar conta daquilo que fizemos ou deixamos de fazer.

Portanto devemos ter em mente que nosso compromisso, como cristãos, não passa de obedecer as Sagradas Escrituras e tudo o que nela há e o que nela está firmado.

Jesus morreu para que nele fôssemos livres!