/ Reflexão

Da porta do céu há caminho para o inferno...

Para os que já leram o livro “O Peregrino” escrito por John Bunyan, já devem conhecer esta célebre frase, que encerra a narrativa:

Fiquei surpreendido; mas serviu-me isto de importante lição, pois fiquei sabendo que da porta do céu há caminho para o inferno…

Há alguns anos, quando li o livro, fiquei bastante impressionado com esta frase. Por que pensei: “Será que mesmo servindo ao Senhor Deus eu corro o risco de ir para o inferno?”

Por um longo tempo este questionamento permaneceu em minha mente. No entanto a Palavra de Deus nos mostra claramente em Romanos 10:13:

Porque: Todo aquele que invocar o nome do Senhor, será salvo.

Ou seja, todos aqueles que invocar e buscar a face do Senhor Deus e viver de acordo com a sua Palavra será salvo, nossa salvação é garantida, por intermédio de Cristo Jesus.

Não devemos temer, portanto, o risco de sermos “lançados” no inferno. Então John Bunyan estaria equivocado? Você pode estar se perguntando.

Não, de maneira nenhuma, pois em Mateus 7:22-23 vemos a seguinte declaração de Jesus:

Muitos me dirão naquele dia: Senhor, Senhor, não profetizamos nós em teu nome? e em teu nome não expulsamos demônios? e em teu nome não fizemos muitas maravilhas? E então lhes direi abertamente: Nunca vos conheci; apartai-vos de mim, vós que praticais a iniquidade. Mateus 7:22-23

Note que Jesus Cristo diz que muitos que pensavam estar fazendo a obra de Deus serão, no último dia, lançados para longe da presença de Deus.

Essas pessoas, das quais Jesus e John Bunyan falam, são na realidade indivíduos que estão dentro das igrejas, até fazem a obra de Deus, auxiliam na propagação da Palavra, mas não são transformados por Deus, não se enquadram nas declarações de Paulo em 1 Coríntios 13.

Se não possuirmos o amor de Deus, de nada adianta falarmos em línguas, profetizarmos, anunciarmos a Palavra e orarmos, para nada nos aproveitará.

John Bunyan nos alerta acerca do destino que terão aqueles que, mesmo vendo as portas do céu, não assumem um compromisso verdadeiro com Cristo Jesus e sua Palavra, não negam a si mesmo nem aos seus desejos carnais, não abandonam as práticas mundanas e, acima de tudo, distorcem a Verdadeira e Santa Palavra de Deus.

Que Deus vos abençoe.

Jamil Filho

Jamil Filho

Cristão por livre escolha, salvo pela graça, servo de Cristo Jesus, eterno estudante de teologia, fundador e editor do Euaggelion.

Ler mais