“Enquanto os príncipes se conluiavam e falavam contra mim, o teu servo meditava nos teus estatutos.” (Salmos 119: 23)

O salmista continua a linha de pensamento iniciada no versículo anterior. Ele afirma que, enquanto os príncipes, os grandes e os poderosos zombavam dele, levantando palavras contra a sua vida, ele permanecia fiel na Lei do Senhor.

Não devemos, em hipótese alguma, que as circunstâncias determinem ou interfiram na nossa caminhada.

Devemos, mesmo em meio às adversidades, meditar nos estatutos e na Lei do Senhor, pois se o fizermos Ele tirará “opróbrio e o desprezo” (v.22);

Que Deus lhes abençoe.