/ Devocional

Devocional #58 (Salmo 119.64)

“A terra, ó Senhor, está cheia da tua benignidade; ensina-me os teus estatutos.” (Salmo 119.64)

Que declaração maravilhosa! “A terra, ó Senhor, está cheia da tua benignidade” ou na Nova Tradução Linguagem de Hoje (NTLH) “Ó Senhor Deus, a terra está cheia do teu amor”.

“Mas onde está esse amor, se o que vejo é somente maldade?” Pode ser que você esteja com este pensamento em sua mente e realmente o que mais vemos na humanidade é a falta de amor, a maldade, crueldade para com seus semelhantes, desrespeito e imoralidade.

No entanto pare e reflita por um momento:

Dia após dia, sem exceção nenhuma, Deus sustenta o Universo em sua mão, Ele mantêm a rotação da Terra em seus 1666km/h garantindo assim que, toda manhã, vejamos o Sol e seu esplendor.

Possuímos, todos os dias, oxigênio suficiente para respirar e manter o nosso metabolismo em funcionamento e, mesmo que liberemos gás carbônico durante o processo de respiração, Ele nos providencia a vegetação que, dia após dia, renova o ar.

Perceba que somente o fato de Deus sustentar a Terra com seus bilhões de habitantes, já é uma excelente prova de amor, pois se Ele quisesse aniquilar, completamente, de uma hora para a outra todo o Universo, por causa a iniquidade humana, Ele teria toda a liberdade e razão para fazê-lo.

E o salmista reconhece isso, pois anuncia “A terra, ó Senhor, está cheia da tua benignidade”. Ele sabe que por trás de cada nascer do sol está o Criador de todas as coisas e, que nEle, encontramos os verdadeiros e imutáveis estatutos.

Que neste dia Deus lhe abençoe grandemente.

Jamil Filho

Jamil Filho

Cristão por livre escolha, salvo pela graça, servo de Cristo Jesus, eterno estudante de teologia, criador e editor do Euaggelion.

Leia mais
Devocional #58 (Salmo 119.64)
Compartilhe:

Assine o boletim Euaggelion