/ Reflexão

Não atentes para a sua aparência

“E sucedeu que, entrando eles, viu a Eliabe, e disse: Certamente está perante o SENHOR o seu ungido. Porém o SENHOR disse a Samuel: Não atentes para a sua aparência, nem para a grandeza da sua estatura, porque o tenho rejeitado; porque o SENHOR não vê como vê o homem, pois o homem vê o que está diante dos olhos, porém o SENHOR olha para o coração. Então chamou Jessé a Abinadabe, e o fez passar diante de Samuel, o qual disse: Nem a este tem escolhido o SENHOR. Então Jessé fez passar a Sama; porém disse: Tampouco a este tem escolhido o SENHOR. Assim fez passar Jessé a seus sete filhos diante de Samuel; porém Samuel disse a Jessé: O SENHOR não tem escolhido a estes. Disse mais Samuel a Jessé: Acabaram-se os moços? E disse: Ainda falta o menor, que está apascentando as ovelhas. Disse, pois, Samuel a Jessé: Manda chamá-lo, porquanto não nos assentaremos até que ele venha aqui. Então mandou chamá-lo e fê-lo entrar (e era ruivo e formoso de semblante e de boa presença); e disse o SENHOR: Levanta-te, e unge-o, porque é este mesmo. Então Samuel tomou o chifre do azeite, e ungiu-o no meio de seus irmãos; e desde aquele dia em diante o Espírito do SENHOR se apoderou de Davi; então Samuel se levantou, e voltou a Ramá” 1 Samuel 16.6-13

Creio que todos, ao mesmo uma vez, já leu ou ouviu esta passagem acerca da escolha de Davi para assumir o trono de Israel. E, nestes versículos, podemos retirar lições de vida de extrema importância.

Vivemos num mundo no qual, infelizmente, o que conta é o que o indivíduo possui ao invés do que ele é. O sistema, muitas vezes, tenta nos forçar a entrar neste ciclo vicioso de valorização daquilo que é visível.

Sabemos, no entanto, que para Deus nada disso importa, pois Ele olha nosso interior, as intenções de nosso coração e não nossos bens, nossas roupas, nossa aparência física e se estamos em forma ou não.

Porém muitos cristãos têm caminhado na contramão, muitos buscam a beleza física como se ela nunca terminasse, buscam o “corpo perfeito” como se o que Deus deu já não estivesse suficiente.

Quero deixar claro que não sou contra as atividades físicas ou contra o cuidado com a nossa saúde. No entanto o que vemos na sociedade atual entra em contradição com o que as Sagradas Escrituras nos ensina:

“Não atentes para a sua aparência, nem para a grandeza da sua estatura”

Creio que Eliabe, fisicamente, apresentasse um porte de rei, alto, forte, robusto e em forma. No entanto para Deus nada disso importava. Eliabe não possuía compromisso nem dedicação verdadeira ao Senhor Deus, prova disso é que quando ele, juntamente com Abinadabe e Sama, foi à batalha contra os filisteus e Golias afrontou ao Deus de Israel ele temeu e não defendeu a causa do Senhor.

“Foram-se os três filhos mais velhos de Jessé, e seguiram a Saul à guerra; e eram os nomes de seus três filhos, que se foram à guerra, Eliabe, o primogênito, e o segundo Abinadabe, e o terceiro Sama. E Davi era o menor; e os três maiores seguiram a Saul. Porém todos os homens em Israel, vendo aquele homem, fugiram de diante dele, e temiam grandemente” 1 Samuel 17.13-14, 24

“Não atentes para a sua aparência, nem para a grandeza da sua estatura, porque o tenho rejeitado; porque o SENHOR não vê como vê o homem, pois o homem vê o que está diante dos olhos, porém o SENHOR olha para o coração.”

De que adianta ser fisicamente perfeito e se enquadrar nos padrões de beleza do mundo se, para Deus, você não serve? Pois em uma linguagem mais clara Deus disse a Samuel que Eliabe não servia para Ele:

“...porque o tenho rejeitado;”

Nenhum dos irmãos mais velhos de Davi, Eliabe, Abinadabe, Sama e os outros quatro, que na ótica humana eram os possíveis candidatos a rei de Israel, estavam à altura dos padrões de Deus.

Mais adiante vemos mais claramente que além de não se enquadrarem nos padrões de Deus, os irmãos de Davi também não valorizavam o serviço que ele exercia, nem possuíam uma visão clara acerca do mundo espiritual:

“E, ouvindo Eliabe, seu irmão mais velho, falar àqueles homens, acendeu-se a ira de Eliabe contra Davi, e disse: Por que desceste aqui? Com quem deixaste aquelas poucas ovelhas no deserto? Bem conheço a tua presunção, e a maldade do teu coração, que desceste para ver a peleja” 1 Samuel 17.28

“Acabaram-se os moços? E disse: Ainda falta o menor, que está apascentando as ovelhas. Disse, pois, Samuel a Jessé: Manda chamá-lo, porquanto não nos assentaremos até que ele venha aqui. Então mandou chamá-lo e fê-lo entrar (e era ruivo e formoso de semblante e de boa presença); e disse o SENHOR: Levanta-te, e unge-o, porque é este mesmo. Então Samuel tomou o chifre do azeite, e ungiu-o no meio de seus irmãos; e desde aquele dia em diante o Espírito do SENHOR se apoderou de Davi; então Samuel se levantou, e voltou a Ramá”

Davi, no entanto, se enquadrava nos requisitos. Há alguns dias ouvi uma pregação e o pastor destacou o fato de que Davi nunca sonhou em ser rei de Israel, pelo contrário, ele buscava em todo o memento exercer sua função, mesmo sendo desprezado, da melhor maneira possível colocando, se necessário, sua vida em risco em prol das suas ovelhas.

Antes de partir para levar os mantimentos a seus irmãos, ele teve o cuidado de deixar suas ovelhas nas mãos de alguém responsável:

“Davi então se levantou de madrugada, pela manhã, e deixou as ovelhas com um guarda, e carregou-se, e partiu...” 1 Samuel 17.20

E, quando se apresentou ao rei Saul, declarou sua coragem e dedicação para com seu serviço:

“Então disse Davi a Saul: Teu servo apascentava as ovelhas de seu pai; e quando vinha um leão e um urso, e tomava uma ovelha do rebanho. Eu saía após ele e o feria, e livrava-a da sua boca; e, quando ele se levantava contra mim, lançava-lhe mão da barba, e o feria e o matava” 1 Samuel 17.34-35

Enquanto que seus irmãos aparentavam ser alguém, Davi exercia com fidelidade, longe dos olhos do mundo, aquilo que lhe havia sido determinado. Ele não se importava se o rei, em toda a sua vida, nunca iria sair do palácio para aplaudi-lo pela sua fidelidade, ou se seus irmãos deixariam de desprezá-lo. O mais importante era a vida das poucas ovelhas que ele possuía em mãos.

Mais uma vez repito que não há nada de errado em praticar atividades físicas ou cuidar da saúde, no entanto de nada adianta colocarmos isso em primeiro plano e, ao final da nossa vida, ouvirmos da boca de Deus: “o tenho rejeitado”.

Deus não está preocupado com sua forma física, sua dedicação à academia, ou com sua preocupação com as dietas. Para Ele o que importa é se sua vida o louva ou não, se suas práticas exalam o bom cheiro de Cristo ou se seu amor está neste mundo ou na Nova Jerusalém.

“Porque o exercício corporal para pouco aproveita, mas a piedade para tudo é proveitosa, tendo a promessa da vida presente e da que há de vir” 1 Timóteo 4.8

Preocupe-se em ser fiel às pequenas coisas que Deus lhe concedeu, em defender a causa do Senhor, tal como fez Davi, e, em todos os momentos, reconhecer que nossa vida está nas mãos de Deus e que Ele tem o poder para toma-la.

Fique na Paz de Cristo e que Deus vos abençoe.

Jamil Filho

Jamil Filho

Cristão por livre escolha, salvo pela graça, servo de Cristo Jesus, eterno estudante de teologia, fundador e editor do Euaggelion.

Ler mais