/ Bíblia

Devocional #123 (Salmo 119.131)

“Abri a minha boca, e respirei, pois que desejei os teus mandamentos.” (Salmo 119.131)

Este versículo creio que seja a expressão máxima de um ser humano que anseia pela Palavra do Senhor Deus.

Note que quando o salmista declara *“abri a minha boca, e respirei” *e, posteriormente, *“pois que desejei os *teus mandamentos” ele não está dizendo que a Palavra de Deus está no ar ou coisa parecida.

Pelo contrário, ele usa uma ação cotidiana para expressar a sua necessidade pelos mandamentos eternos. Pois assim como nós necessitamos do ar que respiramos para viver e para que nosso organismo funcione corretamente, o cristão necessita da Palavra de Deus.

Os mandamentos do Senhor devem ser nosso anseio máximo, devemos deseja-los como desesperadamente aspiramos o ar após um longo tempo sem respirar.

Neste versículo ele apresenta a continuação e a condicionante para o versículo anterior:

“A entrada das tuas palavras dá luz, dá entendimento aos símplices. Abri a minha boca, e respirei, pois que desejei os teus mandamentos.”

Como a Palavra do Senhor vai dar luz e entendimento para alguém se esta pessoa não anseia por ela assim como anseia pelo ar que respira? Devemos tomar muito cuidado para que, durante a nossa peregrinação nesta terra, não venhamos a perder nosso manual de instruções e a nossa lâmpada para o caminho.

Que Deus vos abençoe, fique na Paz de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo.

Jamil Filho

Jamil Filho

Cristão por livre escolha, salvo pela graça, servo de Cristo Jesus, eterno estudante de teologia, fundador e editor do Euaggelion.

Ler mais