/ Arrebatamento

Olhai para cima e levantai as vossas cabeças...

Após algumas semanas em nenhum artigo aqui no Euaggelion, retornamos com um tema que abordamos muitas e muitas vezes. O Fim dos Tempos.

O ano passado foi marcado por conflitos militares, trágicos acidentes aéreos, milhares de mortes causadas pela epidemia do Ebola, crise hídrica nunca antes vista em décadas e, não menos importante, a facilidade em distrair os cristãos com questões triviais e passageiras. Analisamos diversos assuntos que nos apresentava alguns indicativos e cumprimentos de profecias.

E, mal iniciamos mais um ano, e nos deparamos com uma avalanche de notícias que abalaram todo o mundo, ataques terroristas em diversos países, mais acidentes aéreos, perpetuação dos conflitos militares em países da África e no Oriente Médio.

Mas qual é a relação entre todos os principais eventos, destacados na mídia internacional, e o Fim dos Tempos? E o que tudo isso significa e qual a importância para nós cristãos?

Jesus nos orienta, em Lucas 21.29-31, a estarmos atentos aos acontecimentos que nos rodeiam, pois eles podem nos indicar a aproximação do fim.

“E disse-lhes uma parábola: Olhai para a figueira, e para todas as árvores; Quando já têm rebentado, vós sabeis por vós mesmos, vendo-as, que perto está já o verão. Assim também vós, quando virdes acontecer estas coisas, sabei que o reino de Deus está perto.”

Sabemos que a crescente onda de violência e o esfriamento do amor já foi profetizado por Cristo há mais de dois mil anos atrás e, embora nos espantemos com a crueldade humana, sabemos que se trata do cumprimento da Palavra de Deus.

“E, por se multiplicar a iniquidade, o amor de muitos esfriará.” (Mateus 24.12)

A maldade presente na Terra não provém do Senhor Deus, pelo contrário, é fruto do pecado humano e de seu constante desejo de se afastar do Senhor e do Sacrifício de Jesus Cristo na Cruz do Calvário.

O único meio de adquirirmos a verdadeira paz, amor e alegria encontra-se no reconhecimento de Cristo Jesus como Único e Suficiente Salvador.

“Quem crê nele não é condenado; mas quem não crê já está condenado, porquanto não crê no nome do unigênito Filho de Deus.” (João 3.18)

No entanto, o mundo não deseja reconhecer, nem muito menos aceitar o fato de que, somente em Cristo, encontramos a salvação para a nossa alma e a solução para maiores os problemas atuais.

E aqui está o grande perigo, se o mundo não deseja a Deus, nem se sujeitar à Sua Palavra e ao Sacrifício de Cristo Jesus, então a paz e o amor aclamados, principalmente nestes últimos dias, não passam de um engodo.

Devemos tomar cuidado para que, quando assistirmos a maldade galopante do mundo, as vidas ceifadas por conflitos militares desnecessários e, logo em seguida, nos deparamos com discursos e apelos à paz mundial, não venhamos a “entrar na onda”, pois a Palavra de Deus nos deixa muito claro que, antes da repentina destruição, haverá paz e segurança.

“Pois que, quando disserem: Há paz e segurança, então lhes sobrevirá repentina destruição, como as dores de parto àquela que está grávida, e de modo nenhum escaparão.” (1 Tessalonicenses 5:3)

E, infelizmente, alguns cristãos estão sendo enganados, estão crendo que viverão em um mundo melhor, mais humano e caridoso.

E talvez realmente viverão, afinal o governo do Anticristo não será uma ditadura cruel e opressora. A Nova Jerusalém ficou tão longe de seus olhos que, qualquer movimento nesta Terra, já lhes causa grande comoção e apoio.

Não podemos esquecer que, muitas e muitas vezes, a Bíblia nos diz e reforça:

“…não são do mundo, assim como eu não sou do mundo.” (João 17.14)

Nossa verdadeira pátria se encontra nos céus.

“Porque, os que isto dizem, claramente mostram que buscam uma pátria. Mas agora desejam uma melhor, isto é, a celestial. Por isso também Deus não se envergonha deles, de se chamar seu Deus, porque já lhes preparou uma cidade.” (Hebreus 11.14,16)

E, ao nos depararmos com notícias de massacres, ataques terroristas, aumento da iniquidade, falta de amor, desprezo pelas coisas santas, epidemias terríveis e uma inevitável aproximação da “paz mundial” devemos, assim como Cristo nos orientou, compreender que o fim está próximo e a nossa redenção já está às portas.

“Ora, quando estas coisas começarem a acontecer, olhai para cima e levantai as vossas cabeças, porque a vossa redenção está próxima.” (Lucas 21.28)

Não se espante ao ver o mundo afundando em maldade, pecado e depravação moral, pelo contrário, levante sua cabeça, pois a salvação está próxima. Tudo o que vemos foi profetizado e, para nós, são sinais de que a Palavra de Deus é verdade e que, a cada passo estamos mais próximos do nosso glorioso encontro com Cristo Jesus nas nuvens.

“Porque o mesmo Senhor descerá do céu com alarido, e com voz de arcanjo, e com a trombeta de Deus; e os que morreram em Cristo ressuscitarão primeiro. Depois nós, os que ficarmos vivos, seremos arrebatados juntamente com eles nas nuvens, a encontrar o Senhor nos ares, e assim estaremos sempre com o Senhor. Portanto, consolai-vos uns aos outros com estas palavras.” (1 Tessalonicenses 4.16-18)

Que Deus lhes abençoe, fique na Paz de Cristo Jesus.

Jamil Filho

Jamil Filho

Cristão por livre escolha, salvo pela graça, servo de Cristo Jesus, eterno estudante de teologia, fundador e editor do Euaggelion.

Ler mais