/ Salvação

Uma decisão para a Eternidade

“Mas, a todos quantos o receberam, deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus, aos que creem no seu nome;” (João 1.12)

Nesta manhã de segunda-feira gostaria de falar, brevemente, acerca do maior e mais precioso bem que o ser humano pode adquirir, a Salvação da sua alma.

Mas, ser salvo do que?

Talvez esta seja o maior questionamento da humanidade, “do que serei salvo?”. A morte de Jesus e o reconhecimento, de nossa parte, de seu Sacrifício nos liberta:

1) Do pecado:

A Bíblia é bastante clara ao nos dizer que toda a humanidade, sem exceção de ninguém, pecou e se afastou de Deus em consequência disto.

“Pois quê? Somos nós mais excelentes? De maneira nenhuma, pois já dantes demonstramos que, tanto judeus como gregos, todos estão debaixo do pecado;” (Romanos 3.9)

“Porque todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus;” (Romanos 3.23)

Enquanto permanecermos debaixo do julgo do pecado jamais alcançaremos a Deus, pelo contrário, caminharemos eternamente para o sofrimento.

Este é o primeiro ponto que devemos compreender, não são as nossas boas obras que nos justificarão perante Deus, pois conforme o Apóstolo Paulo nos escreve em Romanos 3.10-11:

“Não há um justo, nem um sequer. Não há ninguém que entenda; Não há ninguém que busque a Deus.”

Somente através do reconhecimento de Jesus Cristo como Único e Suficiente Salvador e Mediador entre nós e Deus é que seremos salvos. Pela Graça de Deus podemos nos achegar a Ele por intermédio de Cristo.

“Porque o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna, por Cristo Jesus nosso Senhor.” (Romanos 6.23)

2) Das garras de Satanás:

Pela morte de Jesus Cristo na Cruz do Calvário, nos é concedida a oportunidade de nos libertarmos do domínio de Satanás.

A Bíblia nos mostra que todo aquele que permanece no pecado e em uma vida afastada da Vontade de Deus está, mesmo que inconscientemente, dominada pelo diabo.

“Quem comete o pecado é do diabo; porque o diabo peca desde o princípio. Para isto o Filho de Deus se manifestou: para desfazer as obras do diabo.” (1 João 3.8)

E o objetivo principal de Satanás é apenas e tão somente roubar, matar e destruir (João 10.10) e ele faz muito bem o seu papel.

Se não reconhecermos que somente em Jesus Cristo encontramos a vida eterna e o Caminho para Deus, jamais seremos libertos do poder de Satanás.

“O ladrão não vem senão a roubar, a matar, e a destruir; eu vim para que tenham vida, e a tenham com abundância.” (João 10.10)

O maior desejo de Satanás é que eu e você não reconheçamos Cristo como Salvador, pelo contrário, ele anseia e luta para que rejeitemos a Deus e a Sua Santa Palavra, pois desta maneira, assim como para ele a condenação eterna está reservada, para nós também estará.

“E, quando vós estáveis mortos nos pecados, e na incircuncisão da vossa carne, vos vivificou juntamente com ele, perdoando-vos todas as ofensas, Havendo riscado a cédula que era contra nós nas suas ordenanças, a qual de alguma maneira nos era contrária, e a tirou do meio de nós, cravando-a na cruz.” (Colossenses 2.13-14)

3) Da condenação eterna:

O pecado e o afastamento do Plano de Deus resultou em morte para toda a humanidade.

“E ordenou o SENHOR Deus ao homem, dizendo: De toda a árvore do jardim comerás livremente, Mas da árvore do conhecimento do bem e do mal, dela não comerás; porque no dia em que dela comeres, certamente morrerás.” (Gênesis 3.16-17)

Pelo erro de Adão e Eva a morte recebeu a autorização para entrar neste mundo, Deus poderia muito bem ter criado dois seres que obedecesse a Ele de maneira cega e irracional, no entanto Ele não o fez e, assim como para nós hoje, Adão e Eva tinham o poder de escolher obedecer ao Senhor ou não.

No entanto, mesmo que decidamos fazer o bem, viver de maneira reta e justa e odiar tudo aquilo que é imoral, se não declararmos com a nossa boca que o Senhor Jesus é o Filho de Deus e que pela sua morte no Calvário os nossos pecados são expiados, jamais herdaremos a Vida Eterna.

Enquanto o ser humano permanecer longe de Cristo e longe de Sua Palavra estará fadado ao inferno, por seus próprios erros e pecados alcançará a condenação eterna, Deus não precisa empurrá-lo nas chamas, seus próprios pecados o puxa para o abismo.  Enquanto o pecador não reconhecer esta drástica realidade jamais será capaz de se salvar!

“Todos se extraviaram, e juntamente se fizeram inúteis. Não há quem faça o bem, não há nem um só.” (Romanos 3.12)

O pecado deverá ser julgado e condenado, o inferno não se trata de uma negação do amor de Deus, pelo contrário, sua existência prova que, por ser em essência Amor, Ele deseja que sem interferência nenhuma decidamos se estamos ao seu lado ou ao lado de Satanás.

Esta é a pergunta que lhe faço hoje, você deve dar uma resposta, não para mim, mas para Deus, seja ela sim ou não.

A maior prova de amor Deus já nos deu, e se chama Jesus Cristo.

“Mas Deus prova o seu amor para conosco, em que Cristo morreu por nós, sendo nós ainda pecadores.” (Romanos 5.8)

Você pode não desejar se submeter à Palavra de Deus e nem em receber o poder de se tornar um filho de Deus, no entanto, isso não significa que o Senhor anulará sua Palavra para poupá-lo do juízo, pois de nada adiantará uma vida “correta”, humanamente falando, se você rejeita o Sacrifício e o Nome de Jesus Cristo.

Minha oração e anseio é que não apenas hoje, mas todos os dias de sua vida, Deus lhe seja por Pai e a sua vida e conduta aponte para Cristo Jesus sendo, desta maneira, moldada e conformada aos padrões expressos nas Sagradas Escrituras. Que Deus vos abençoe, fique na Paz de Cristo Jesus.

Jamil Filho

Jamil Filho

Cristão por livre escolha, salvo pela graça, servo de Cristo Jesus, eterno estudante de teologia, criador e editor do Euaggelion.

Leia mais
Uma decisão para a Eternidade
Compartilhe:

Assine o boletim Euaggelion