/ Vida Cristã

A Fé

Ora, a fé é o firme fundamento das coisas que se esperam, e a prova das coisas que se não veem. (Hebreus 11:1)

Fé, uma palavra pequena, mas que expressa algo que excede a compreensão humana. Creio que todos, ou a grande maioria, já leu ou ouviu falar da galeria dos heróis da fé.

O escritor aos Hebreus apresenta dezesseis homens e mulheres que se destacaram na história por sua fé em Deus, nas promessas e no cuidado do Senhor.

Em um artigo mais antigo (Pela fé morreram, sem a promessa) falamos um pouco acerca do fato dos heróis na fé terem morrido sem receber, da parte de Deus, as promessas neste mundo (recomendo que leia).

Mas, hoje, meditaremos um pouco acerca da fé, da nossa fé.

O que é fé?

Primeiramente vamos tentar compreender o que é a fé, segundo o dicionário Michaelis:

1. Convicção da existência de algum fato ou da veracidade de alguma asserção; credulidade, crença. 2. Conjunto de ideias e crenças de determinada religião ou doutrina.

O escritor aos Hebreus vai um pouco além da definição proposta pelos verbetes dos dicionários, ele declara que a fé é o fundamento, um firme fundamento, daquilo que esperamos e a prova, ou seja, uma demonstração da veracidade, das coisas que não vemos.

Nossa fé em Cristo Jesus e em Sua eterna Palavra não é apenas uma crença supersticiosa, mas sim um fundamento sobre o qual guiamos e firmamos nossos passos. Por nossa fé demonstramos a veracidade do cristianismo, a veracidade da Palavra de Deus.

Pela fé tenho certeza de que a Bíblia estabelece os critérios e padrões absolutos de vida, que Jesus sendo Deus nasceu, caminhou entre nós, foi crucificado pelos nossos pecados, ressuscitou ao terceiro dia, ascendeu aos céus, batizou e ainda batiza com Seu Santo Espírito, conduz Sua Igreja, em breve, recolherá os seus e julgará a Terra e reinará para todo o sempre.

A minha porção de fé na Palavra de Deus irá determinar se eu vivo ou não conforme Seus mandamentos, em Hebreus 11:6 está escrito:

Ora, sem fé é impossível agradar-lhe; porque é necessário que aquele que se aproxima de Deus creia que ele existe, e que é galardoador dos que o buscam.

Aqui encontramos o segredo de muitos cristãos permanecerem na constante prática do pecado, a falta de fé.

Pois sem fé não é possível agradar a Deus! Como vamos agradar a alguém que não cremos que existe? Como você vai obedecer a algum mandamento que foi escrito por uma pessoa que você nunca viu se não for pela fé?

Nossa obediência ao Senhor está intimamente ligada à nossa fé nEle e em Sua Palavra. O Apóstolo João escreve afirmando que, somente venceremos o mundo e o pecado, se estivermos firmados na fé.

Porque todo o que é nascido de Deus vence o mundo; e esta é a vitória que vence o mundo, a nossa fé. (1 João 5:4)

Aparentemente não há razão alguma para deixarmos de aproveitar os prazeres da carne, o mundo nos classifica como tolos por isso. Mas sabemos, pela fé, que nossos sacrifícios neste mundo proporcionarão, no futuro, glória eterna.

Deus não exige de nós uma grande soma de fé

Muitos podem pensar que para crer no Senhor Jesus é necessário ter uma fé monumental, gigantesca. Pelo contrário, a fé exigida por Cristo é pequena.

O próprio Jesus nos ensina em Lucas 17:6:

Se tivésseis fé como um grão de mostarda, diríeis a esta amoreira: Desarraiga-te daqui, e planta-te no mar; e ela vos obedeceria.

Percebam que o Senhor compara nossa fé ao grão de mostarda, não sei se você já viu um grão de mostarda, se ainda não creio que em muitos mercados ou mercearias especializadas em temperos você consiga encontra-lo ou na própria internet existem inúmeras fotografias.

O grão de mostarda é minúsculo, quase imperceptível. Se nossa fé for deste mesmo tamanho, conforme Jesus afirma, seremos capazes de realizar obras prodigiosas.

Não precisamos de uma fé grande para crer no Senhor, em Sua Palavra ou em milagres da parte do Senhor Deus, no entanto, a medida que caminhamos com o Senhor podemos ter certeza de que nossa fé será acrescentada e aumentada por Ele.

De sorte que a fé é pelo ouvir, e o ouvir pela palavra de Deus. (Romanos 10:17)

O Apóstolo Paulo escreve que nossa fé, a fé em Cristo, vem pela constante presença da Palavra de Deus em nossas vidas.

A medida que caminhamos com o Senhor crescemos em fé e em confiança nEle, vemos como Deus age a favor daqueles que o temem e como Sua Glória e Majestade são maravilhosas.

Repito novamente, não precisamos de uma grande fé para crer no Senhor Jesus, mas à medida que caminhamos nossa jornada cristã o próprio Jesus se encarrega de acrescentar fé aos nossos corações.

Eu não tenho fé, como posso alcança-la?

Talvez você esteja se perguntando:* “Mas eu não tenho fé, não consigo crer em tudo o que a Bíblia diz, o que devo fazer”*?

Você se lembra de quando Jesus, Pedro, Tiago e João desceram do monte depois da transfiguração de Cristo e encontraram uma multidão que discutiam e disputavam com o restante dos discípulos porque eles não conseguiam expulsar um demônio?

Pois bem, ao tomar ciência da situação, Jesus pergunta para o pai do garoto endemoniado se ele cria que seu filho poderia ser liberto (Marcos 9:23) e o pai responde: “Eu creio, Senhor! Ajuda a minha incredulidade” (v. 24).

O que aquele homem estava, realmente, dizendo?

De fato, ele sabia que Jesus tinha poder para libertar seu filho, a fama de Jesus era notória em toda nação de Israel e nas nações vizinhas, no entanto, embora ele soubesse que seu filho estava diante dAquele que poderia ajuda-lo ele demonstra, como todo ser humano, insegurança, incredulidade.

Quantas vezes nos deparamos diante de uma situação que somente Deus pode resolver e ao apresenta-la diante do Senhor duvidamos da providência, mesmo sabendo que Ele pode entrar com providência?

O problema não é questionarmos ou duvidarmos do poder e da magnitude de Deus, o problema é permanecermos na incredulidade.

É natural do ser humano ser cético diante de determinadas situações, os próprios discípulos de Jesus, que estiveram com o Mestre durante as curas e milagres, precisaram de ajuda quanto a fé.

Olhai por vós mesmos. E, se teu irmão pecar contra ti, repreende-o e, se ele se arrepender, perdoa-lhe.

E, se pecar contra ti sete vezes no dia, e sete vezes no dia vier ter contigo, dizendo: Arrependo-me; perdoa-lhe.

Disseram então os apóstolos ao Senhor: Acrescenta-nos a fé. (Lucas 17:3-5)

A dúvida não é de todo mal, quando duvidamos de algo tendemos a investigar a veracidade, procuramos as respostas por nossa própria conta, o perigoso é a permanência na incredulidade, o constante afastamento da fé por conta da dureza de coração.

Talvez você esteja na mesma situação daquele pai, talvez a incredulidade esteja minando sua fé, esteja minando sua confiança em Deus, na Palavra e na vida eterna.

Talvez esta seja sua situação hoje, mas faça como aquele homem fez, há dois mil anos atrás, peça para que Jesus lhe ajude em sua incredulidade, para que Jesus tire toda barreira que te impede de crer, de confiar, de se lançar aos braços do Pai.

Peça e lhe será concedido! Peça para que sua fé seja acrescentada!

Medite nesta breve reflexão e tenha certeza de que quando você pedir para que o Senhor lhe auxilie em sua fé Ele o fará.

Que Deus lhe abençoe, fique na Paz de Cristo Jesus.

Jamil Filho

Jamil Filho

Cristão por livre escolha, salvo pela graça, servo de Cristo Jesus, eterno estudante de teologia, fundador e editor do Euaggelion.

Ler mais