Home / Reflexão / Corríeis bem, quem vos impediu?

Corríeis bem, quem vos impediu?

Corríeis bem; quem vos impediu, para que não obedeçais à verdade? (Gálatas 5:7)

Ao escrever à Igreja, o Apóstolo Paulo demonstra, em toda a epistola aos Gálatas, sua extrema preocupação com a saúde espiritual dos irmãos e a salvação destes.

Ainda no capítulo primeiro ele reitera a autoridade de seu apostolado e a suficiência do Evangelho de Jesus Cristo (v. 6-24).

Paulo reforça em toda a carta que a salvação não pode ser obtida através das obras e dos rituais da lei.

Mas, embora toda a carta nos ofereça subsídios teológicos para compreendermos profundamente a doutrina bíblica da salvação anunciada por Paulo vamos, nesta breve reflexão, meditar apenas nos primeiros versículos do penúltimo capítulo da epístola aos Gálatas.

Havia no meio da Igreja da Galácia falsos irmãos que procuravam introduzir os rituais da lei aos convertidos, forçando-os a seguir os preceitos dados por Deus a Moisés.

No capítulo anterior o Apóstolo Paulo traça uma analogia entre Sara e Agar, Jerusalém terrena e Jerusalém celestial.

Todos nós conhecemos a história de Abraão e Sara, bem como a promessa de Deus de que lhes daria um filho, o filho da promessa.

Sabemos também que Abraão e Sara, duvidando da promessa de Deus, tentaram “auxilia-lo” e, conforme o apóstolo Paulo escreve, o filho da escrava “nasceu segundo a carne” (Gálatas 4.23) um símbolo do concerto dado a Israel no Sinai.

Mas porquê? Se retornarmos a Romanos 7 (recomendo que leia o artigo “Não use Romanos sete para justificar o seu pecado”) vamos compreender que, embora a Lei de Deus seja boa e santa, por si só ela jamais vai salvar o homem.

A Lei dada por Deus apenas mostra que a raça humana está longe dos parâmetros exigidos pelo Senhor.

Por isso foi necessário que Jesus nascesse, andasse por esta Terra e morresse no calvário.

Somente Ele foi capaz de cumprir toda a Lei, afinal foi Ele mesmo que a estabeleceu e, desta maneira através da fé em Cristo nos é imputado, por Deus, a justiça de Cristo diante da Lei.

Somos filhos de Sara, conforme o Apóstolo Paulo declara alegoricamente, nosso concerto não é com a Jerusalém terrena, mas sim com a celeste.

Aqueles que creem em Cristo Jesus se tornam filhos da promessa (Gálatas 4:28), no entanto, conforme o próprio apóstolo Paulo declara devemos estar “firmes na liberdade com que Cristo nos libertou” (Gálatas 5:1).

Se devemos permanecer firmes logo entende-se de que existe a possibilidade de nos apartarmos da liberdade, certo?

De fato! Nos versículos seguintes Paulo exorta que aqueles que se deixam circuncidar (sinal da submissão à Lei) estão alienados de Cristo.

O segredo não está no cumprimento de rituais, dogmas ou doutrinas, nossa salvação não pode ser alcançada por esforços humanos, pelo contrário, a justificação é por meio da “fé que opera por caridade” (Gálatas 5:6).

A salvação é simples!

Tudo se resume na fé em Cristo Jesus e, através desta fé, em uma vida regida pelo Espírito Santo (Gálatas 5:16-26)

Paulo não está escrevendo para os falsos irmãos, para o joio plantado por Satanás dentro da Igreja, pelo contrário, ele está repreendendo aqueles que deixaram de correr rumo ao Senhor por causa das persuasões que “não vem daquele que vos chamou” (v.8).

Creio que, assim como os cristãos da Igreja da Galácia, nós cristãos do século vinte e um, estamos sujeitos (talvez mais ainda) a deixar nossa fé se esfriar.

Reitero que a salvação não provém de rituais, de dogmas, de declarações de fé, de preceitos humanos. A salvação é pela fé!

Há alguns dias enquanto meditava neste capítulo eu fiz uma pequena pergunta para mim e a anotei como forma de relembrar os ensinamentos de Paulo registrados no quinto capítulo de Gálatas e, agora, eu lhe faço a mesma pergunta:

“Quem ou o que tem impedido a sua corrida para Cristo”?

As vezes colocamos tanta coisa em nossas vidas, tantos rituais, tantas tradições, dogmas humanos e pensamos que por isso já estamos com nossa salvação garantida.

Não! Não deixe que coisas humanas impeça sua corrida, não gaste energias com aquilo que vai fazê-lo se afastar de Jesus, se afastar da liberdade de Cristo.

“Porque vós, irmãos, fostes chamados à liberdade. Não useis então da liberdade para dar ocasião à carne, mas servi-vos uns aos outros pelo amor” (Gálatas 5:13)

Fomos libertos para correr para Jesus!

“Corríeis bem; quem vos impediu, para que não obedeçais à verdade”?

Medite nestas palavras, que Deus vos abençoe, fique na Paz de Cristo Jesus.