with Nenhum comentário

“E esta é a promessa que ele nos fez: a vida eterna” (1 João 2:25)

Vivemos num período em que a Igreja se encontra permeada de pessoas que afirmam saber aquilo que o Senhor Deus prometeu para seu povo.

Dizem que Ele nos prometeu vitórias, bênçãos, prosperidade, bens materiais, posição e autoridade.

Mas será que a Vontade de Deus é esta mesmo? Que sejamos bem-sucedidos neste planeta Terra apenas no aspecto material?

O que Paulo nos diz?

Se verificarmos o que o Apóstolo Paulo escreve em 1 Coríntios 15:19 percebemos o real sentido da fé cristã.

Ele declara que aqueles que esperam em Cristo apenas nesta vida, ou seja, esperam apenas nas coisas materiais deste mundo são os mais miseráveis dos homens.

Isso significa que tais pessoas são mais miseráveis que os próprios ímpios, pois estão na porta do céu, ouvem falar de Deus, possuem a Bíblia em suas mãos, mas caminham para longe da Vontade de Deus.

A própria vida do Apóstolo Paulo é um demonstrativo claro de que o enfoque e esforços dos cristãos não devem ser empenhados e depositados na conquista de bens terrenos, mas sim na conquista das coisas celestiais.

Paulo havia sido instruído na escola de Gamaliel, possuía dupla cidadania, era versado na língua e cultura proeminentes de seu tempo, no entanto, mesmo assim ele declara: “ o que para mim era ganho reputei-o perda por Cristo” (Filipenses 3:7).

Cristo era tão sublime que as coisas terrenas conquistadas por Paulo se tornaram ínfimas, insignificantes, pequenas demais.

Todo aquele que deslumbra as fagulhas da glória de Deus não deposita nas coisas deste mundo o seu coração.

A verdadeira promessa de Deus

O Apóstolo João nos deixa muito claro que o real desejo e propósito de Deus é eterno, incorruptível.

O mais interessante é que ele insere a declaração de que a promessa de Deus para nós é a vida eterna no contexto de sua exortação referente ao aparecimento do espírito do anticristo (confira os versículos 18 ao 29).

Mas qual é a ligação de uma coisa com a outra?

João declara que todo aquele que nega Jesus como sendo o Cristo é um anticristo (v. 22). No entanto, os anticristos não são apenas aqueles que declaram abertamente “Jesus não é Deus”.

Todo aquele que reduz a eficácia e o propósito do Sacrifício de Jesus é um anticristo. E qual é uma das maneiras de diminuirmos a eficácia do Plano Redentor de Deus?

Isso mesmo! Declarando Cristo somente nesta vida!

Contudo, o Apóstolo João deixa muito claro que, ao contrário da retórica dos anticristos, a promessa de Deus é permanente, é eterna.

O Senhor não está preocupado em nos dar bens terrenos como certificação de Sua Palavra, Ele deixou muito claro que passaríamos por aflições neste mundo (João 16:33).

Seu propósito é outro! Ele deseja nos conceder a vida eterna e é aqui que está firmada todas, ou melhor, a única promessa de Deus: a vida eterna em Jesus Cristo.

Agora se você acha que é essa esperança bendita é pouco demais então, meu amigo, creio que você deve rever sua postura como cristão.

Seu coração não se alegra ao saber que o próprio Deus nos prometeu a vida eterna em Seu Filho Jesus?

Regozije-se nesta viva e bendita esperança. Fique na paz de Cristo Jesus e que Deus lhe abençoe.

Jamil Filho
Seguir Jamil Filho:

Editor

Servo de Cristo Jesus, proclamador das Boas Novas, fundador e editor do Blog Euaggelion.

Jamil Filho
Últimos Posts de