Como ladrão na noite

“Porque todos vós sois filhos da luz e filhos do dia; nós não somos da noite nem das trevas” (1 Tessalonicenses 5:5)

Ao tratar acerca do Dia do Senhor, um período no qual Deus derramará da Sua Ira sobre a humanidade em julgamento, o Apóstolo Paulo declara que nós, que servimos ao Senhor Jesus, não seremos apanhados de surpresa (1 Tessalonicenses 5:4).

Embora o versículo cinco esteja inserido em um contexto cujo o assunto principal é o Dia do Senhor, ou seja, um período de julgamento de Deus sobre a humanidade, vamos meditar neste versículo sob uma ótica diferente.

O Apóstolo Paulo declara que todos aqueles que nasceram de novo, reconheceram ao Senhor Jesus Cristo como seu Senhor e Salvador pessoal são feitos, por Deus, filhos da luz.

O próprio Deus nos resgatou das trevas deste mundo e nos colocou em Cristo para caminharmos debaixo de Sua Soberana Vontade.

Enquanto o mundo se envereda cada vez mais para o interior das trevas, a Igreja, por sua vez, se afasta delas, pois a medida que caminha ao lado do Senhor Jesus as ilusões terrenas e passageiras se tornam pequenas demais em comparação com a Glória Eterna.

Podemos traçar um paralelo entre 1 Tessalonicenses 5:5 e João 11:9–10. Em uma leitura superficial parece que Cristo está se referindo ao caminhar durante o dia e noite terrenos.

Contudo, a parte final do versículo 10 nos diz “… porque nele não há luz”. Percebam que Cristo declara que todo aquele que caminha em trevas irá tropeçar, pois não há luz nele.

A mesma verdade encontramos no texto escrito pelo Apóstolo Paulo, todo aquele que vive conforme os padrões deste mundo são filhos das trevas.

Paulo ainda escreve “Porque os que dormem, dormem de noite, e os que se embebedam, embebedam-se de noite” (v. 7).

Em um mesmo versículo ele destaca dois estados, o primeiro se refere àqueles que dormem, mais precisamente aos cristãos que estão desapercebidos quanto às coisas celestiais, já o segundo diz respeito aos ímpios que se entregam em todo tipo de prazer, alegria e divertimentos terrenos sem se preocuparem com suas vidas espirituais.

Contudo, ambos os estados estão em trevas, não há diferença entre um cristão desapercebido e indiferente para com as coisas espirituais e um ímpio devasso, ambos estão imersos por trevas e serão surpreendidos pelo Dia do Senhor.

Agora nós, eu e você, temos a oportunidade de reavaliarmos nossa posição diante de Deus e, se estamos em falta, de nos reconciliar com Senhor e, desta forma, ingressarmos na Luz de Cristo.

Todo aquele que está na luz não será enganado, não será pego de surpresa, mas caminhará confiantemente no Senhor.

Que Deus lhe abençoe, fique na Paz de Cristo Jesus.